Qualidade de vida na aposentadoria: qual o seu hobby?

20/06/2018

“E dentro da menina, a menina dança. E se você fecha o olho, a menina ainda dança”, já diziam os Novos Baianos, grupo da Bahia, ativo entre os anos de 1969 e 1979. E no que depender da participante Angela Nery, há muitos motivos para praticar essa arte de mexer o corpo. Adepta do Pole Fitness, ou também Pole Dance Fitness, Angela encontrou na modalidade um meio de manter o corpo e a mente saudáveis, curtindo ainda mais sua nova etapa: ela optou pela aposentadoria no Serpros e agora vai aproveitar o tempo para se dedicar mais aos treinos.
Angela está de saída do Serpro. Lotada no Ministério da Fazenda por quase 40 anos, a participante aderiu ao módulo APA 2018 rumo a sua nova fase. E quais são seus planos para a aposentadoria? “Agora que eu tenho mais tempo para mim, quero treinar mais. Estou pensando em comprar um pole para complementar os treinos em casa”, diz a participante ao se referir à barra utilizada para a prática da modalidade.
Há 8 anos no Pole Fitness, a participante do Serpros já fazia outras atividades físicas com regularidade e ficou encantada pela novidade apresentada por uma professora da própria academia. Hoje, ela faz os treinos pelo menos três vezes na semana. “Eu levo a sério e faço o Pole Fitness como um exercício físico mesmo. E o bom é que a gente se diverte”, reforça.
Antes de começar os novos planos, a participante se organizou para requerer sua aposentadoria e, logo após a homologação na patrocinadora, veio nos fazer uma visita em busca de esclarecimentos sobre seu benefício. “Eu gosto de tudo muito certinho e aqui no atendimento eu sanei todas as minhas dúvidas, além de ter sido muito bem atendida”, complementa.
O dinamismo e a irreverência de Angela foram contagiantes não apenas durante seu atendimento presencial no Serpros. A participante já foi convidada até mesmo para participar de programas de rádio e TV. Para Angela, aposentar não é sinônimo de parar. Muito pelo contrário, ela tem muitas metas pela frente.

Participante Angela Nery (esquerda) durante o atendimento personalizado no Serpros com atendente Brenda Melo (direita)

Participante Angela Nery durante o atendimento personalizado no Serpros com atendente Brenda Melo



 

consulte Mais informação
serpros 20 de junho de 2018 0 Comentários

Vídeo traz mensagem aos participantes que estão próximos da aposentadoria

07/06/2018
Está no ar o vídeo Outros Tempos, Novas Histórias, que traz uma mensagem especial aos participantes do Serpros que estão próximos de preencher os requisitos exigidos para adquirir o direito à aposentadoria.
Sabemos que é preciso planejar a nossa aposentadoria e ter em mente o que precisaremos ter no futuro para manter ou até melhorar o padrão de vida. Com esta visão, publicamos no site institucional o vídeo Outros Tempos, Novas Histórias.
Para assistir, acesse o site e clique na página APA 2018 – Orientações Serpros. Lá, também estão publicados outros vídeos com orientações sobre as formas de requerer benefícios e institutos no Serpros e apresentando o nosso Serviço de Atendimento ao Participante.

consulte Mais informação
serpros 7 de junho de 2018 0 Comentários

Benefícios de ser um esportista

23/02/2018
Além de ser considerado pela ONU um importante facilitador do desenvolvimento sustentável do planeta, conforme consta na Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável daquela organização, o esporte traz diversos efeitos positivos para a qualidade de vida do indivíduo. Porém, não basta só se movimentar. Tornar-se um esportista requer dedicação e planejamento. Quem pratica garante que o esforço é recompensado.
Segundo o professor de Educação Física André Cavalcanti, da assessoria de corrida e caminhada que leva seu nome, a prática regular de esporte traz numerosos benefícios, tais como: diminuição do risco de doenças cardiovasculares, de diabetes e obesidade; melhora dos níveis de colesterol; aumento da resistência muscular; dentre outros.
O esporte também é um aliado quando o assunto é disciplina. “A atividade física, quando realizada regularmente e de preferência acompanhada por um profissional de educação física, pode ajudar muito na concentração e na memória. É o caso, por exemplo, das atividades aeróbicas, como a corrida, a natação ou a bicicleta, que geram um aumento da atividade cerebral e potencializam o raciocínio”, afirma André.
Para muitas pessoas, o desafio é conseguir se organizar e conciliar o esporte escolhido com as tarefas do dia a dia. Segundo a participante do Serpros, Alserinda Monteiro, que é corredora amadora, o segredo para manter o foco é administrar o tempo para conquistar os resultados desejados e não desistir: “Eu encaro tudo como um desafio”, revela. Alserinda é analista contábil no Serpros e há quatro anos participa de competições de corrida de rua. “Sempre estou motivada para seguir corretamente os treinos e cumprir todas as etapas propostas”, ressalta e complementa que a corrida a ensinou a se concentrar nos objetivos para hoje ter a qualidade de vida e o bem-estar almejados.
Em homenagem ao Dia do Esportista, comemorado em 19 de fevereiro, parabenizamos todos aqueles que realizam alguma prática esportiva, seja enquanto profissional ou amador. Para quem ainda não começou, recomendamos: pratique esportes! Sempre atento sobre qual o exercício ideal para você. Isso envolve avaliar sua rotina, seu prazer em fazer, bem como sua aptidão física.

consulte Mais informação
serpros 23 de fevereiro de 2018 0 Comentários

7 dicas de lanches saudáveis e econômicos

23/02/2018
A volta às aulas ou ao trabalho traz sempre o mesmo dilema. Como levar um lanche saudável, saboroso, econômico e que se mantenha conservado mesmo ficando algumas horas longe da geladeira? Conversamos com nutricionistas e pesquisamos algumas dicas para auxiliar nesta difícil tarefa.
1 – A primeira dica é: sempre pense na conservação do que vai levar. De acordo com a nutricionista Raquel Thomaz, do Espaço Nutrir, os alimentos naturais, sem conservantes, podem ficar até duas horas sem refrigeração, em temperaturas de até 60º. “A dica é colocar bolsas de gelo ou gel e ou tubinhos de gelo que ficam no congelador ou freezer durante a noite, dentro das bolsas ou lancheiras térmicas, para manter por três a quatro horas”.
2 – Iogurtes podem ser congelados na noite anterior. A dica é bater iogurte natural com frutas, em vez dos industrializados, que contém muito açúcar, corantes e conservantes. Os iogurtes também podem ser facilmente feitos em casa misturando iogurte natural com leite.
3 – As frutas com casca são ótimas opções, pois ficam preservadas por mais tempo, como banana, maçã, uva, pera, pêssego, tangerina, ameixa, goiaba e morango. Algumas podem ser picadas em pedaços e não escurecem, como mamão, melão, melancia, manga e kiwi. Lembre-se que as frutas devem ser higienizadas com hipoclorito de sódio ou vinagre com bicarbonato de sódio (este último ajuda a retirar agrotóxico da casca) antes de serem consumidas. Use uma colher para cada litro de água. Seque bem com papel toalha antes de colocar na lancheira e embale no papel alumínio.
4 – Pães e bolos costumam durar bem ao longo do dia. Mas não são a opção mais saudável quando levam muita gordura e açúcar, sobretudo as bisnaguinhas. Uma boa pedida é preparar chips de batata doce com azeite. Biscoitos de polvilho também são mais saudáveis que os recheados. Os feitos em casa levam menos sal. Bolachas de arroz integral também possuem menos calorias. Mas se optar pelo pão, já há no mercado versões de pão de cenoura e mandioca. Se passar um patê de ricota, creem-chease ou queijo cottage, que também pode ter cenoura ou atum, embale-os no alumínio ou papel filme. Pasta de gergelim e amendoim também são boas fontes de energia, quando usadas com moderação. No caso de bolos, prefira sempre os que não possuem recheios feitos com gordura hidrogenada. Farinha integral, de arroz ou aveia são melhores do que a branca.
5 – Frutas secas e grãos: castanha-do-pará, castanha de caju, amêndoa, avelã, macadâmia, nozes, ameixa, amendoim, damasco e uva passa fornecem a chamada gordura boa. Mas não são opções baratas justamente porque são muito procuradas no Brasil e no exterior.
6 – Cenourinhas baby, ovo de codorna, mini tomatinhos, batata-doce, aipim, tapioca, queijo e milho cozido também são boas opções, mas devem ser mantidos com bolsa de gelo na lancheira térmica. Não se recomenda congelar pois depois soltarão água, facilitando a proliferação de bactérias.
7 – Para beber, o ideal ainda é água, pois os sucos concentram muita frutose. Mas caso ainda prefira, evite sucos de caixinhas com açúcar, sódio e conservantes em excesso. Existem os integrais de laranja e uva, com açúcar da própria fruta. A água de coco também pode ser congelada. Atualmente, há boas garrafas térmicas de inox que preservam a bebida geladinha. Se não puder fazer o suco antes de sair de casa, pode congelar na noite anterior. Goiaba, acerola, abacaxi e maracujá possuem menor velocidade de oxidação e perdem menos vitaminas ao serem congelados, mas em compensação não são doces. Laranja com abacaxi é uma boa combinação de suco que não precisa de açúcar. Leite fermentado (tipo Yakult) também é uma opção.

consulte Mais informação
serpros 23 de fevereiro de 2018 0 Comentários

Ter saúde é ser previdente

19/04/2017
Já diz o ditado popular: “Prevenir é melhor do que remediar”. No que diz respeito à saúde e ao bem-estar, alimentar-se bem, praticar exercícios físicos regularmente e fazer exames médicos de rotina, por exemplo, são formas de prolongar a sua vida e evitar contratempos. Isso é o que defende e pratica o participante aposentado do Serpros Paulo Gustavo Dias Allão.
Paulo Gustavo, 76 anos, é hipertenso e diabético desde os 40. Embora pratique exercícios físicos regularmente, ele conta que nem sempre foi muito cuidadoso com a saúde. “Em maio de 2016 eu enfartei”, revela. A partir de julho daquele ano, pensou melhor sobre a sua qualidade de vida, mudou seus hábitos e adotou a medicina preventiva como alicerce.
De acordo com seus exames de rotina, o aposentado está saudável e dentro dos padrões normais para a sua idade: “Não tenho mal-estar, nem dores no corpo, nem dor de cabeça”, conclui.
Para quem quer adotar ou manter hábitos saudáveis em prol da qualidade de vida, é importante conversar com seu médico antes e avaliar as condições. Cabe a cada um avaliar a situação e aderir ao ditado popular sobre a prevenção.

consulte Mais informação
serpros 19 de abril de 2017 0 Comentários

Empregadas do Serpros recebem homenagem no Dia Internacional da Mulher

22/03/2017
O Dia Internacional da Mulher foi destaque no Serpros. No dia 8 de março, a parcela feminina da Entidade foi homenageada com um evento motivacional.
A celebração contou com a apresentação do gerente de Relacionamento e Comunicação, Naévio Rangel, que falou sobre a importância da mulher no trabalho, na família e na sociedade.

consulte Mais informação
serpros 22 de março de 2017 0 Comentários

Ser solidário é… doar sangue!

15/02/2017
Nos meses de feriados prolongados, férias e grandes eventos, é comum a redução de sangue nos bancos de doação entre 30% e 50%. Com o aumento do trânsito nas estradas causado pelas viagens de Carnaval, por exemplo, crescem também o número de acidentes, ocasionando risco aos pacientes que possam necessitar de sangue nas emergências em todo o país.
A sorte é que existem pessoas como Verônica da Costa, empregada do Serpros e doadora assídua. “Eu gosto de doar. Eu me sinto bem sabendo que estou fazendo o bem às pessoas”, ressalta.
É simples e fácil doar sangue, você só precisa levar um documento com foto e cumprir as seguintes recomendações:
– Estar em boas condições de saúde e descanso;
– Ter entre 16 e 69 anos (menores, a partir dos 16 anos podem doar acompanhados de um dos pais ou responsável legal; maiores de 65 anos só podem doar se já doaram antes dos 60 anos);
– Pesar no mínimo 50 kg;
– Estar alimentado (evite ingerir alimentos gordurosos);
– Não ter tido hepatite após os 10 anos de idade;
– Não estar utilizando medicamentos;
– Não estar resfriado ou com gripe;
– Não ter tido doença de Chagas, Sífilis, Malária ou ser soropositivo de AIDS;
– Não ter feito tatuagem ou colocado piercing nos últimos 12 meses;
– Não estar grávida ou amamentando.
Vai doar? Clique aqui e localize na sua cidade o Hemocentro mais próximo de você.

consulte Mais informação
serpros 15 de fevereiro de 2017 0 Comentários

Terceira idade cada vez mais conectada

18/01/2017
Eles podem até ter dado um tempo na vida laboral, mas estão a todo vapor no mundo virtual. Homens e mulheres, já aposentados, estão usando cada vez mais a internet.
Seja para ler jornais, fazer pesquisas, assistir a vídeos ou acessar alguma rede social, como Whatsapp e Facebook, eles querem ficar antenados, manter contato com a família, se relacionar com amigos ou até mesmo buscar um relacionamento afetivo.
O especialista em estudos sobre novas mídias Adilson Cabral, professor do curso de Comunicação Social da Universidade Federal Fluminense, acredita que a procura das pessoas incluídas na terceira idade pela internet possa estar relacionada à descoberta por algo que é capaz de movimentá-las com ocupações de lazer e troca de experiências.
“A terceira idade é tão produtiva que se envolve em atividades de várias áreas. E a internet vem nesse embalo, oferecendo uma gama de atividades sociais, culturais, de lazer etc”, diz Adilson Cabral.
A participante Vilma Autran, aposentada pelo Serpros em 1998, diz que utiliza a internet para ficar ‘antenada’. “Já viajei o mundo pela internet, pesquisando lugares diferentes. Também tenho diversos grupos no Whatsapp para conversar com a minha família, para trocar mensagens engraçadas e para falar sobre viagens também”, diz, entusiasmada.
A aposentada, que acessa a internet todos os dias, também faz pesquisas sobre passagens aéreas, hospedagem e novos lugares para viajar. Além disso, ela curte os posts publicados pelo Serpros no Facebook e acompanha as informações sobre a Entidade no site.
Vilma acredita que a internet otimiza o tempo e pode agilizar a vida dos aposentados que não querem ficar ‘alienados’. Quando ela tem dúvidas, não hesita em pedir ajuda. “A internet é ótima, pois ficamos sempre por dentro das novidades. Quando eu preciso de ajuda, procuro meus filhos ou algum amigo e pronto”, reforça.
Leia mais:
Acompanhe seu plano

consulte Mais informação
serpros 18 de janeiro de 2017 0 Comentários

Mais qualidade de vida na melhor idade

18/01/2017
A falta de tempo muitas vezes pode ser um argumento para as pessoas não realizarem uma atividade física regularmente. No entanto, para aqueles que deixaram a vida laboral e estão aposentados, por exemplo, essa pode ser a oportunidade de investir em mais qualidade de vida, conforme sugere o cardiologista Cláudio Tinoco, professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal Fluminense.
Segundo o especialista, estar aposentado é uma oportunidade na vida de muitas pessoas, principalmente quando o assunto é qualidade de vida. “Muitos aproveitam o tempo livre para realizar atividades físicas e lúdicas que enriquecem a vida e melhoram muitos aspectos da saúde”, diz.
Cláudio Tinoco lembra da importância de consultar um médico para uma avaliação cardiovascular antes de se engajar em atividades físicas, seja na clínica geral, na cardiologia, na medicina de família ou na geriatria, por exemplo.
O cardiologista considera as atividades aeróbias, como caminhar, andar de bicicleta, correr e nadar, mais saudáveis dos pontos de vista da proteção a doenças do coração, da prevenção e também do tratamento de outras enfermidades, como a obesidade, o diabetes, o colesterol alto, a depressão e, mais recentemente, o câncer.
“A atividade física deve ser incentivada por vários motivos, sendo que nas mulheres um benefício adicional é a redução da osteoporose, que é mais comum no sexo feminino, e após a menopausa, o aumento do risco de fraturas”, explica.
O professor ressalta que não importa a idade quando estamos falando em qualidade de vida, pois a prática de exercícios físicos oferece benefícios “para se manter saudável e poder aproveitar os muitos anos de vida feliz e de qualidade que hoje a maioria das pessoas com 60 anos tem pela frente”, conclui.

consulte Mais informação
serpros 18 de janeiro de 2017 0 Comentários

Começando uma alimentação mais saudável

14/12/2016
Para que a dieta funcione e gere o resultado que você deseja – controlar seu peso – é necessário um planejamento prévio.
Através do planejamento, você deve avaliar quais são os restaurantes, próximos do seu trabalho, que melhor atenderiam a sua dieta. São mais próximos ou mais distantes? O atendimento é rápido? Existe alguma hora em que ficam mais vazios e você poderá comer mais rápido?
Fazer dieta necessariamente exige mudança de alguns hábitos. Talvez, você tenha que sair para almoçar 10 minutos antes, para poder deparar-se com um restaurante mais vazio e não perder tempo. Talvez você tenha até que trocar de restaurante.
Caso a solução não passe por restaurantes, será que levar sua própria comida para o trabalho não pode ser uma boa saída? Converse com uma nutricionista sobre que tipo de sanduíches você poderia fazer em casa e levar para o trabalho. Almoço mais rápido que um sanduíche, não existe. Só tome cuidado para que comendo muito pouco no almoço você logo fique com fome.
Por outro lado, se você cozinha, as saladas estão entre os pratos mais rápidos que se pode fazer.
Sendo assim, o tempo não deve ser um empecilho para que você consiga controlar seu peso.
(Fonte: InfoSalutis https://www.infosalutis.com/)

consulte Mais informação
serpros 14 de dezembro de 2016 0 Comentários