Fale conosco!

O Fale Conosco é mais um meio de contato que o Serpros oferece aos seus participantes ativos e assistidos para tirar dúvidas, solicitar informações, enviar documentos, fazer críticas, enviar sugestões, enfim, permitir uma maior proximidade e oferecer um atendimento cada vez melhor.

 

Lançada no dia 16 de julho, a ferramenta Fale Conosco já está disponível no site do Serpros. Ao acessar o site do Serpros, basta selecionar o menu Atendimento >> Fale Conosco e preencher o formulário de contato com as informações.

 

Esse importante meio de comunicação é uma das ações do projeto Inova Serpros, lançado em 25 de abril, no auditório do Serpro Sede, em Brasília.

 

Com o objetivo modernizar a comunicação e o relacionamento do Serpros com os participantes e assistidos, o Inova Serpros contempla, dentre outras ações:

 

Novo Site: já implementado.

 

Portal de Educação Financeira e Previdenciária: site Conhecer já implementado.

 

– A ferramenta Fale Conosco: já implementada.

 

– Presença digital nas Redes Sociais: Facebook, Instagram e LinkedIn: já implementada.

 

Aplicativo Serpros: App em fase de testes.

 

O Serpros Mais perto de Você: atendimento itinerário nas Regionais do Serpro, em andamento.

 

Serpros em Revista Digital: Revista digital em desenvolvimento para ser divulgada em breve.

 

Café com Aposentados: encontro com aposentados que será lançado em breve na Sede do Serpros no Rio e no Escritório BSB.

 

Adesão on-line: processo on-line para novas inscrições ao PS-II a ser implementado.

 

Empréstimo on-line: processo on-line para concessão de empréstimos a ser implementado.

 

Central de Relacionamento Integrada: em fase de contratação/implementação.

 

Acompanhem as próximas ações!

consulte Mais informação
Serpros 19 de julho de 2019 0 Comentários

Boas notícias: Diretoria do Serpros informa

O 15º Canal Direto com a Diretoria está disponível no site do Serpros. No vídeo, os diretores Ana Costi, Sérgio Vieira e Carlos Luiz trazem boas notícias aos participantes ativos e assistidos: a entidade apresenta crescente recuperação nos investimentos e as expectativas são positivas para o segundo semestre. Assista, curta e compartilhe.

 

Não se esqueça de assinar o nosso canal no YouTube:

 

 

consulte Mais informação
Serpros 15 de julho de 2019 0 Comentários

Gestores do Serpros capacitados em Gestão de Continuidade de Negócios

Gestores e coordenadores do Serpros concluíram na quinta-feira, 11 de julho, o treinamento sobre Gestão de Continuidade de Negócios (GCN). Foram 4 dias de evento no auditório da entidade, divididos em 24 horas de teoria e prática.

 

A GCN tem como objetivo preparar a entidade para imprevistos, por meio de estratégias e planos de ação. Além de ser uma boa prática de mercado, integra as demandas geradas pela Previc, pelos Conselhos Deliberativo e Fiscal do Serpros e compõe uma das ações previstas no 1º Ciclo de Análise da Gestão de Risco.

 

Para ministrar o treinamento, o Serpros convidou a especialista em Governança de TI, da Superintendência de Segurança da Informação do Serpro (SUPSI), Luciana Gomes. Como ela explicou, o treinamento apresenta conceitos novos de risco aplicados na Gestão de Continuidade de Negócios e nivela os conhecimentos dos gestores do Serpros sobre o assunto, de modo que possam aplicar os conceitos em possíveis situações de risco na entidade. “Por se tratar de um processo cíclico, periodicamente o Plano de Continuidade de Negócios de uma empresa deve ser revisto”, ressalta.

 

O gerente de Controles Internos do Serpros, Alexandre Bittencourt, reforçou que ter um PCN efetivo fortalece a entidade por ser um fator de diferenciação de negócios. “Se você tem um Plano de Continuidade de Negócios, você está bem preparado, aumenta a sua resiliência e melhora a sua imagem”, diz.

 

15/7/2019

consulte Mais informação
Serpros 15 de julho de 2019 0 Comentários

#SerprosEsclarece: deficit e superavit

Quando a diferença entre o patrimônio de cobertura do plano de benefícios (ativos garantidores) e o passivo atuarial (compromissos com o pagamento de benefícios aos participantes e assistidos) é positiva, o plano está superavitário e caso a diferença seja negativa, o plano está deficitário.

 

As causas para aparecimento de superavit ou deficit estão relacionadas a diversos fatores, dentre eles, os elencados abaixo:

 

 

 

Acompanhe os próximos informativos para entender como as entidades devem proceder em caso de deficit ou superavit.

 

Saiba mais:

– #SerprosEsclarece: Avaliação atuarial

http://serpros.com.br/2019/06/28/serprosesclarece-avaliacao-atuarial/

 

– #SerprosEsclarece: objetivo da avaliação atuarial

http://serpros.com.br/2019/07/08/serprosesclarece-objetivo-da-avaliacao-atuarial-superavit-e-deficit/

 

 

15/7/2019

consulte Mais informação
Serpros 15 de julho de 2019 0 Comentários

PS-II: Atualização do extrato do saldo de contas de junho/2019

Os participantes do PS-II poderão visualizar na Área Restrita, a partir desta terça-feira (15/7), o extrato de saldo de contas atualizado com a rentabilidade de junho.

 

Vale ressaltar que a variação da cota do PS-II CD no citado mês foi positiva em 1,49%, gerando o acumulado de 11,29% nos últimos 12 meses. A valorização da cota foi influenciada principalmente pela rentabilidade das NTN-Bs marcadas a mercado, com vencimento mais longo da carteira, além dos fundos de renda variável. O contínuo aumento da confiança do mercado em relação às aprovações das reformas econômicas impactou positivamente os preços destes ativos.

 

As tabelas da rentabilidade da cota e do demonstrativo anual que ilustram essas informações estão publicadas no site, na página Planos >> PS-II.

 

 

 

15/7/2019

consulte Mais informação
Serpros 15 de julho de 2019 0 Comentários

Carta do Gestor de Investimento – junho/2019

Em termos globais, o evento mais importante de junho ocorreu logo no início do mês, e foi a fala do presidente do FED, Jerome Powell, na conferência promovida pelo FED de Chicago. No evento, o chairman tentou transmitir uma mensagem otimista com a atividade econômica, mas salientou as questões relacionadas às disputas comerciais e destacou que “não sabemos como ou quando” as divergências podem ser endereçadas.

 

A conferência tinha por objetivo o escrutínio da política monetária implementada ao longo dos últimos 12 meses, portanto, sendo uma peça chave no processo de estudo para proposição de eventuais ajustes. Assim, o discurso de Powell deu voz à leitura que começou no fim de maio, em meio à aversão ao risco, de que o Fed poderia cortar os juros para tornar mais brandas as condições financeiras e, com isso, suavizar a esperada desaceleração econômica.

 

Convém notar que o índice da bolsa americana, S&P 500, havia marcado uma nova máxima histórica em 1º de maio e depois, ao longo do mês, realizou uma forte correção que foi acompanhada pelo aumento da aversão a risco global cujas raízes advém das incertezas do panorama de guerra comercial. Ainda sobre este assunto, vale relembrar que no fim de maio, o Presidente Donald Trump incluiu o México na lista dos países iminentemente expostos a sanções comerciais, exacerbando o sentimento de aversão a risco.

 

Assim, é interessante notar que a consolidação da retórica favorável ao corte de juros, ocorre exatamente no dia da inflexão da trajetória de quedas do S&P 500. A perspectiva de nova injeção de liquidez anima os mercados sobremaneira, a ponto de a bolsa americana realizar outra nova máxima histórica.

 

Com este entorno internacional favorável, os preços dos ativos de risco brasileiros seguem performando bem, apesar de os indicadores de atividade mostrarem sinais inequívocos de perda de dinâmica. As projeções de crescimento do PIB para o ano seguem derretendo e já se encontram abaixo de 1%. Com isso, a pálida recuperação econômica, traduzida nos crescimentos pífios de 2017 e 2018, esvaiu-se e o próprio Banco Central ajustou sua leitura dos dados ao remover o termo “assimétrico” do seu balanço de riscos, na reunião do Comitê de Política Monetária de Junho.

 

Apesar de a trajetória da inflação estar próxima à meta, o mercado vem flertando com cenários de cortes de juros cada vez mais agressivos, cuja temporalidade é determinada pela materialização da aprovação da Agenda Política cujo expoente maior é a Reforma da Previdência.

 

Neste ponto o mercado já precificou um orçamento de cortes futuros relativamente parrudo com projeções concentradas em um ciclo de 75 bps a 150 bps, havendo divisão entre os analistas sobre a data de início, uma vez que ainda não há um calendário fechado que possa nortear o andamento dos trabalhos.

 

Adicionalmente, percebe-se no mercado players que discordam da necessidade do corte e apontam riscos assimétricos em relação a se testar, empiricamente, a hipótese de que os juros neutros se tornaram ainda mais baixos e, portanto, a taxa Selic vigente seria menos expansionista do que o imaginado.

 

Assim, a consolidação da expectativa de corte de juros do Fed, referência global de ativo livre de risco, endossou o cenário de cortes de juros domésticos, como forma de mitigar um eventual fechamento do diferencial de juros – medida relevante na atratividade de fluxo de capitais que produziria apreciação do câmbio e piora das Contas Externas. Assim, pavimentou-se mais um mês de boa rentabilidade para os Planos de Previdência do Serpros. Não obstante, também foram identificados alertas, cujo monitoramento contínuo auxiliará na identificação do momento de esgotamento do cenário base da nossa tese de investimentos e será imperioso substituí-lo.

 

Dentre os alertas, destacam-se, indubitavelmente, os dos riscos e das incertezas que rodeiam o processo político dada a falência do usual sistema de base de coalizão suprapartidária. São enormes os desafios relacionados à Agenda que já está em pauta, da Reforma da Previdência e, e se enganam os que creem que uma vez aprovada a Reforma haverá um surto de produtividade que impulsionará o crescimento instantaneamente. Infelizmente, a realidade é mais dura e a solução mais lenta e complexa, por isso é importante ter clara a estratégia de alocação de risco dos planos para buscar a otimização dos retornos.

 

Marcelo Castello Branco – Gerente de Investimento

 

15/7/2019

consulte Mais informação
Serpros 15 de julho de 2019 0 Comentários

Proposta de alteração do Estatuto do Serpros é aprovada pelo CDE

O Conselho Deliberativo do Serpros aprovou a Proposta de Alteração do Estatuto do Serpros durante a 4ª Reunião Extraordinária, realizada nos dias 4, 5 e 6 de julho, na entidade.

Para essa proposta foram consideradas sugestões enviadas pelos participantes, por meio da consulta pública realizada pelo Serpros (ago-set/2018), atualizações legais, bem como melhorias para a governança da entidade.

Com a conclusão dessa fase de aprovação, a Diretoria Executiva poderá encaminhar a proposta de alteração para análise e aprovação pelo Serpro que, posteriormente, a enviará para validação dos órgãos supervisores (Conselho de Administração do Serpro, Sest e Previc). Logo que o novo Estatuto esteja aprovado em todas as instâncias, será divulgado aos participantes e assistidos do Serpros.

Praticando a transparência, um dos seus principais valores, a administração do Serpros reafirma o seu compromisso em manter você, participante, sempre informado sobre o andamento dos assuntos de seu interesse.

 

10/7/2019

consulte Mais informação
Serpros 10 de julho de 2019 0 Comentários

Serpros marca presença em grande evento de investimentos

O Serpros esteve presente em um dos maiores eventos de investimentos do mundo: o Expert XP 2019. Foram 3 dias de programação (4, 5 e 6/7) em São Paulo, com os mais renomados especialistas do mercado, que deram suas visões sobre economia, finanças, investimentos, política e inovação.

Nesta 9ª edição, o evento recebeu cerca de 30 mil participantes, 150 empresas expositoras e mais de 180 palestrantes. Dentre as personalidades, estão o ex-presidente do banco americano Federal Reserve, Ben Bernanke; os ministros Paulo Guedes e Sérgio Moro; o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; empresários e gestores de grandes fundos de investimentos do país, como Luis Stuhlberger, André Jakurski e Rogério Xavier; além de economistas como Alexandre Schwartsman, Ricardo Amorim e Zeina Latif. O medalhista olímpico Michael Phelps também levou ao evento suas experiências e desafios na carreira.

“Um evento desta proporção amplia nossa visão de mercado e nos alinha aos temas mais importantes na política e na economia”, disse o diretor de Investimento do Serpros, Sergio Vieira.

Já Ana Costi, presidente do Serpros, comentou:

“Além das excelentes palestras dos Ministros Paulo Guedes e Sérgio Moro, destaco a visão dos empresários Guilherme Benchimol (fundador da XP Investimentos) e Jorge Paulo Lemann (um dos fundadores do 3G Capital) a respeito do Profissional Ideal: uma inspiração para todos os profissionais”.

 

10/7/2019

consulte Mais informação
Serpros 10 de julho de 2019 0 Comentários

Processo Eleitoral Serpros 2019: resultado oficial

Conforme o cronograma do Processo Eleitoral Serpros 2019, por não haver interposição de recurso pelos candidatos à Comissão Eleitoral, o Conselho Deliberativo, durante a 4ª Reunião Extraordinária, realizada nos dias 4, 5 e 6 de julho, homologou o resultado das eleições que, de forma transparente, expressou a vontade dos participantes, sendo eleitos os seguintes candidatos:

 

Para o Conselho Deliberativo:

1º – Mário Evangelista da Silva Neto;

2º – Maurício Vasconcellos Saraiva (1º Suplente); e

3º – Carlos Henrique de Azevedo Moreira (2º Suplente).

 

Para o Conselho Fiscal:

1º – Erodice Rocha da Silva;

2º – Paulo Fernando Kapp (1º Suplente); e

3º – Thadeu Ernesto Senna Portella (2º Suplente).

 

Acesse aqui o Relatório de Votos por Candidato.

 

Acesse aqui o Relatório de Votos por Região.

 

 

10/7/2019

consulte Mais informação
Serpros 10 de julho de 2019 0 Comentários

Despesas judiciais X investimentos gravosos

Como é sabido, os recursos garantidores dos Planos de Benefícios administrados pelo Serpros foram impactados pelos investimentos gravosos que motivaram a decretação da  1ª intervenção pela Previc e, neste sentido, restaram diversas recomendações que constam no Relatório Final do interventor no sentido de responsabilizar os ex-dirigentes que aprovaram e determinaram a execução de tais investimentos, bem como outras providências de natureza judicial.

 

A partir da implementação da reestruturação total da Gerência Jurídica (providência igualmente determinada pelo interventor), inúmeras providências foram adotadas a fim de dar o mais amplo cumprimento à tais determinações constantes nos Relatórios da 1ª e da 2ª Intervenção no Serpros.

 

Em razão da especificidade das matérias a serem judicializadas, foi aprovada a contratação de vários escritórios especializados, sob a coordenação da Gerência Jurídica do Serpros, tanto para propor as necessárias ações judiciais quanto para promover a defesa da entidade em razão de demandas decorrentes de tais prejuízos, como é o caso das Reclamações Trabalhistas que se originaram a partir do investimento mal sucedido e gravoso feito em empresas do Grupo Porcão, bem como a Arbitragem instaurada pelo Grupo Porcão contra o Serpros.

 

Ademais, foram instaurados pelo Serpros Processos Arbitrais visando a recuperação de valores de ativos que se desvalorizaram em razão de eventos externos diversos.

 

Para dar cumprimento a todas as providências demandadas pela Previc, através dos Relatórios de Intervenção (1ª e 2ª), buscando responsabilização e reparação dos imensos prejuízos sofridos pelo patrimônio dos Planos de Benefícios administrados pelo Serpros, foi necessário, consequentemente, ampliar o dispêndio de recursos financeiros.

 

O tamanho do esforço

 

Atualmente, o Serpros é parte em aproximadamente 550 processos nas esferas civil, trabalhista, administrativo (CVM e Previc), falimentar, dentre outros.

 

O prejuízo aproximado sofrido pelo patrimônio dos Planos de Benefícios com os investimentos temerários e gravoso foi de R$ 1,1 bilhão.

 

Para fazer frente à defesa do Serpros, bem como às necessárias ações de responsabilização e recuperação, em 2019 teremos gastos na ordem de R$ 686 mil    em contratos já firmados, mais algo da ordem de R$ 400 mil a serem firmados.

 

10/7/2019

consulte Mais informação
Serpros 10 de julho de 2019 0 Comentários